CRIAÇÃO DE RÁDIOS WEB,S

DJAIR NOGUEIRA 85-985009910

segunda-feira, 24 de fevereiro de 2014

Descarrilou


Foto Bruno Gomes.
Decepção ficou estampada na reação de alguns jogadores do Tubarão da Barra após o apito final na partida de ontem. Time coral foi rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Cearense pela primeira vez na história

O Ferrão dependia só de si mesmo para continuar na elite do Estadual, mas acabou sendo derrotado pelo Quixadá por 1 a 0

Fundado por operários da via férrea do Ceará, o Ferroviário, aos 80 anos, saiu dos trilhos e está rebaixado para a Segunda Divisão do Campeonato Cearense. Na tarde de ontem, o Tubarão da Barra foi derrotado por 1 a 0 pelo Quixadá, no estádio Abilhão. Será a primeira vez que a equipe Coral irá disputar a Segundona do Estadual.

Ferrão e o Canarinho do Sertão encerram suas participações no Cearense-2014. O Quixadá, saiu de campo com o acesso à Segunda Fase da competição garantido, mas o gol de empate do Icasa contra o Itapipoca, nos minutos finais, acabou por manter o clube quixadaense fora do G-4, mas na elite do futebol do Estado. O time terminou o torneio em quinto, com 23 pontos.

O Ferroviário fechou o Campeonato Cearense com a terceira pior campanha, em sétimo, com 18 pontos somados. O Peixe está rebaixado juntamente com o Tiradentes e o Crato.

O carrasco do time comandado por Arnaldo Lira foi Tony Belém, que, aos 41 minutos do primeiro tempo, fez o gol que deu números finais ao jogo e garantiu a vitória do 'Quixinha'.

No fim, um princípio de tumulto na torcida visitante fez com que a Polícia tivesse que agir. Objetos foram arremessados no campo do Abilhão.

A queda

Apesar de não de nunca ter sido rebaixado, o gosto do descenso não é novidade para o time de Elzir Cabral. Em 2012, a equipe terminou o Estadual na zona de rebaixamento, mas acabou escapando da queda porque o Crateús escalou três jogadores irregulares no torneio.

Na tentativa de volta a ocupar uma posição de destaque no futebol cearense, o Ferroviário foi buscar um velho ídolo da torcida coral: Iarley.

A volta do campeão mundial reanimou o ambiente na Barra do Ceará e uma goleada por 7 a 2 na estreia contra o Crato fez com que muitos acreditassem em um bom recomeço. A animação, no entanto, mudou de figura já na segunda rodada, após perder por 4 a 0 para o Fortaleza.

Nos giros seguintes, uma vitória sobre o Tiradentes e uma derrota por 2 a 1 para o Icasa, o que culminou na demissão do então treinador coral Washington Luiz. Arnaldo Lira assumiu o comando técnico do Ferroviário e amargou mais quatro jogos sem vencer, sendo dois empates frente a Itapipoca e Quixadá, além de duas derrotas, para Horizonte e Guarani de Juazeiro.

Nas rodadas seguintes, a inconstância nos resultados e atuações foram mantidas, o que fez com que o clube - detentor do título de campeão cearense por nove vezes - terminasse rebaixado com cinco vitórias, três empates e oito derrotas.

Futuro

A diretoria do Ferroviário deve se reunir hoje para começar a definir o futuro do time coral, como declarou o presidente do clube, Edmílson Júnior. "A partir de segunda (hoje) vamos começar a redirecionar as ações, rediscutir o clube. Cabe mudanças. Temos que fazer uma reflexão do quadro diretivo", afirmou.

Matéria vinculada no DN a queda do Peixe. confira mais detalhes de esporte, http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/jogada/descarrilou-1.819432

Nenhum comentário: