Quem é Jones?

Jones Cavalcante é funcionário do IBGE, radialista, radioamador um homem com grandes histórias na vida. (Deus não escolhe os preparados, ele prepara os escolhidos.)

                   Significado: do nome Jones Cavalcante.

                                                 “Deus está conosco
 Gosta de manter-se de igual para igual com qualquer pessoa numa disputa. É uma pessoa de mente aberta. Não gosta de ficar parada, pois tem grande agilidade mental e física. Não deixa passar uma oportunidade de viajar. É daqueles que possui uma paixão invejável pela vida. Não tem muita diplomacia na hora de dizer certa verdades, julgar ou criticar, costuma fazer isso à queima roupa. Assim é Jones Cavalcante. (Jones Love)

 

Agradeço toda minha família pelo apoio.

(Jonathan,Tereza,Jones e Jefferson)

JOSÉ JONES BARBOSA CAVALCANTE(53 ANOS)

História e vida de Jones Cavalcante

Olá amigos leitores, grande abraço, antes de falar da minha pessoa gostaria de agradecer a você que confia e me dar total credibilidade nas minhas matérias postadas neste blog. Na verdade amigos leitores a minha responsabilidade aumenta na proporção do número de visitas diárias feita por vocês que me acompanham. Rogo a DEUS que todos nós tenhamos muita saúde e que nos proteja com seu manto sagrado as nossas visões, para que possamos acompanhar visualmente todas as informações postadas neste blog.

Meu nome: José Jones Barbosa Cavalcante tenho 53 anos, nasci em Fortaleza capital do estado do Ceará em 1958, no bairro da Aerolândia, era uma quinta-feira chuvosa por volta das 3:30h da madrugada, segundo relato da minha querida mãe (Dona Nenzinha, in-memoria) fazendo com que, o senhor Conrado (meu genitor ainda em vida), na época motorista do antigo Jeep-míxto, considerados hoje (táxi, carro aluguel), na época vinculado ao posto da Aerolândia (faço questão de relatar esses detalhes, até mesmo para ficar guardado na lembrança dos meus filhos e amigos).

Seu Conrado, de posse do seu Jeep, foi até a casa da Dona Mundoca, uma senhora bastante conhecida no bairro como parteira. Jones Cavalcante (nome artístico) é o 1º filho do casal que colocou ao mundo, cinco (5) deles de uma verdadeira história de amor entre um homem e uma mulher, D.Nenzinha e Sr. Conrado, nascidos em uma pequena localidade chamada de Patacas, hoje distrito com 4.625 habitantes, com 2.313 mulheres e 2.312 homens toda população urbana, segundo Cense do IBGE de 2010. que pertence ao município de Aquiraz um dos 184 municípios do estado do Ceará.
Minha neta YASMIN


No ano de 1957 surgiu o casamento e registrado para efeito legal, a família foi surgindo e logo apareceu mais dois homens, era uma tentativa do casal em colocar ao mundo uma menina, só que Deus teria reservado ao casal 5 filhos, não 3 homens, como queria seu Conrado, dizendo ele, que seria as três forças armadas em sua casa, Marinha (JONES), Exército (JONNILSON) e Aeronáutica (JONILDO), lembro-me dessa história contada por minha mãe.

Dona Nenzinha, concordava em parte, porque na verdade, ela gostaria mesmo de uma menina (normal no casal), as tentativas e simpatias eram feitas e só após o terceiro filho apareceu o maior troféu de uma mulher, uma filha para abrilhantar esse relacionamento. Tendo já construído um verdadeiro quartel de sonhos, seu Conrado vibrava com a vinda da 1ª filha mulher, a Socorro, a festa era grande por parte dos dois, não sabiam eles que DEUS teria reservado ao casal outra surpresa a vinda de um quinto filho, filho? Não, filha! A Sheridan, para fechar a verdadeira porteira como diz o nordestino, nascida em São Paulo no bairro do Centro na maternidade do Parque Dom Pedro.

Agora Começa as aventuras do Jones Cavalcante, sempre arisco e aventureiro foi para São Paulo, ainda muito moleque para conhecer e tentar salvar um relacionamento dos seus pais, como filho mais velho, e que não queria ser testemunha de um relacionamento frustrado que começava ficar fragilizado. Seu Conrado, motorista e como todo motorista é um verdadeiro admirador de saias, conheceu uma mulher que foi sua aventura, assim como todo homem aventureiro, por mais que se jurem palavras e mais palavras de amor em um matrimônio.

Minha Filha Kelly


Parece até hereditária toda essa história, Jones Cavalcante, foi um pouco mais exagerado logo aos 17 anos, morando em São Paulo conheceu uma mineirinha chamada DJANIRA, com quem se casou e logo colocou ao mundo uma linda criança chamada de KELLY, hoje formada em ciência da informática, paulistana inteligente e muito bonita, fruto de um relacionamento muito tumultuado pelo fato de serem dois jovens ainda estudantes, que só pensava na liberdade para varar uma cidade grande como São Paulo. Pensava o jovem casal que o casamento iria proporcionar a sua liberdade, nada disso aconteceu, foram todos equivocados e mal orientados pelos seus pais, estudantes sem experiência de vida e logo apareceu uma doença rotulada de ciúmes, mais por parte da DJA, que durou três anos aproximadamente de relacionamento, foi um verdadeiro tumulto.

Após vinte anos em São Paulo e dois anos no RIO DE JANEIRO, volto para minha cidade natal, minha querida FORTALEZA, falo de minha querida FORTALEZA, mas confesso que não conhecia nada da capital do NORDESTE. Chego à capital cearense à procura de emprego, nada fácil, fui trabalhar como taxista sem conhecer nada de ruas, mas como bom aventureiro, fui apresentado ao Sr. Nonato (grande tricolor, que trabalha até hoje no mercado central, proprietário de um táxi), dizia eu, ao Sr. Nonato, que não se preocupasse que eu daria conta do recado, não foi nada fácil, mas fui fazendo histórias da minha vida.
Meus filhos: Jonathan, Jones, Junior e Jefferson


Um determinado dia observando um cidadão falando de dentro do seu carro em um rádio confesso, que não sabia do que se tratava só me restava perguntar o que era aquele equipamento, que logo a mim foi respondido, era um “Radioamador que falava com o mundo inteiro”, fiquei curioso, e pensava com os meus botões, juntarei dinheiro para comprar um equipamento como esse, não deu outra, aparecia um cara oferecendo um rádio e logo estava com um rádio de comunicação no TÁXI, deixando os colegas da pedra (como chamava os taxistas) curiosos e muitos perguntavam para que servia aquele rádio? Como não seria diferente da resposta do homem, logo respondi! Que era para falar com mundo e logo procurei ajudar os amigos mais próximos a comprar e colocar em seus carros que serviria para comunicação entre nós.

Detalhe muito importante: eu não tinha um amplo conhecimento como acho que tenho hoje, este Jones Cavalcante foi o primeiro taxista no Ceará a usar o rádio para se comunicar com a uma central e atender seus passageiros. D. Nenzinha (in-memoria), ficava com um rádio em casa ligado e quando alguém que tinha o meu telefone residencial precisava de uma corrida ligava e minha mãe passava os recados, o Sr. Netinho (que trabalhava no ROMCY é testemunha viva hoje).

Na verdade, daria para fazer um livro, com o rádio colocado no carro logo fui longe para fazer amigos, como ainda faço até hoje. Com minha estação base de RADIOAMADOR e PX conheci um PAI/AMIGO, o Sr. SALES (in-memoria), que sempre ao falar em seu nome as lágrimas correm sobre o rosto, era uma pessoa fora de série, um verdadeiro PAI, começava outra história de vida. Na rodada dos Apressados, falávamos todos os dias no nosso QAP, como faço até hoje no canal 23-USB, terminava a novela das 20h e íamos todos para o nosso bate-papo, apareceu uma carioca, residente em Manaus que fazia questão de chamar pelo JONES (PT7-RU e PX7-B-1443), lá estava eu, atendendo a JACYARA (PP8-AAJ) papo vai, papo vem, estávamos todos os dias neste QSO, não existia e-mail, e nem uma rede social, a não ser o rádio ou carta, enfim, o papo era via rádio mesmo, surge o namoro via rádio PX.

JACY perde seu pai em Manaus e como ele era membro da maçonaria os amigos faziam questão que ele fosse sepultado em Fortaleza, no Parque da Paz, lá estava eu no aeroporto para receber a família amazonense pensava eu, que nada, todos com identidades variadas o Sr. Vieira Paixão era Marinheiro e vice-diretor do DENTEL (hoje ANATEL) em Manaus, começa um novo relacionamento, nascia mais um filho do aventureiro JONES CAVALCANTE, desta feita o JONES CAVALCANTE JUNIOR, garoto bom e pacato, bem diferente do seu avô e seu pai, mais uma vez o ciúme destrói um relacionamento. Fica JONES CAVALCANTE a sonhar com uma nova família. Hoje o JUNIOR já é formado em administração e me orgulho de todos meus filhos. Júnior me deixa vaidoso em falar porque já me antecipou uma linda neta, YASMIN coisa mais linda do vô.
JONES JUNIOR e YASMIN

Seu Sales lembra o Pai/Amigo que falo lá em cima? Papai SALES me dá a mão e lá estou no IBGE, para conhecer mais uma aventura na minha vida, eita má, até parece o Chico Anísio, agora chegou a vez da TETÊ, uma moça boa e cheia de responsabilidade com seus pais, ambos doentes e com muitas despesas, sozinha mais muito religiosa, pede a São José um bom relacionamento, chega o aventureiro Jones Cavalcante, caridoso, bonzinho como diz um amigo (Benê Lima).

JC para mais uma tentativa amorosa, vem mais uma linda história de amor JONES/TETE, hoje com muito mais de 20 anos de relacionamento, dois belíssimos filhos JEFFERSON e JONATHAN, ambos super inteligentes, assim como os outros filhos, o primeiro já cursando faculdade (Engenharia Química na UFC) o outro querendo escrever uma página diferente na família Cavalcante, fazer medicina e eu acredito no garoto.

JONATHAN que já faz historia de vida no esporte, mesmo ainda garoto foi campeão cearense em KARATÊ e campeão cearense pelo FORTALEZA (2011, sub-15), mas sempre pensando e sonhando com a medicina, deu um tempo no esporte para se dedicar aos estudos e sonhar com a área da saúde.

Nas ondas do rádio, RADIOAMADOR e RADIALISTA, vem a experiência com o microfone, um belo dia um amigo RADIALISTA chamado de Alano Maia, fez um convite para ser seu Cabo–Man, na rádio Cidade 860-AM, começa uma história na comunicação, passei muito tempo como puxador de fio ao lado do Alano Maia e Océlio Pereira, até aparecer um Flávio Moreira para me orientar e dar oportunidades surgidas nas viagens ao interior e em outros estados para fazer os trabalhos técnicos e de repórter e assim fui tentando e aceitando orientações para fazer um bom trabalho e levar informações dos adversários dos grandes clubes da capital cearense e com a intimidade do microfone no radioamador as coisas foram se encaixando e aprimorando como queria meu coordenador Flavio Moreira, ainda hoje na rádio cidade, um cara que tenho muita consideração e respeito que me orientou muito e me ajudou bastante.

Nesta área tenho outros amigos que foram parceiros como Océlio Pereira que abriu as portas no seu programa Leão da Metro na rádio metropolitana 930-AM, meu querido amigo Carlos Fred, esse não irei fazer comentários para não machucar os meus queridos amigos, todos conhecem CARLOS FREDERICO um parceiro e amigo de todos os cronistas cearenses, um cara inteligente e intelectual, também fez sua parte, tenho muitos amigos no rádio, que peço desculpas para não me deixarem constrangido por falha na memória do meu HD a cometer injustiças, esses que relato foram os primeiros a acreditar na minha capacidade, fecha os ouvidos e tapa os olhos acreditando em uma melhora para o futuro.

Jones Cavalcante, radioamador e radialista amigo e parceiro para todas as horas, dentro e fora do rádio, na alegria e na tristeza, no sol ou na chuva com dinheiro ou sem dinheiro respeitando e não vendo defeitos naqueles que os consideram amigos, porque em amigos não se vê defeitos, mesmo que venham queimar e explodir seus tímpanos.

Um dia escreverei um livro e falarei mais da minha vida, das minhas profissões das mulheres que amei, enfim, tem um ditado que diz “Filho de gato, gatinho é” Conrado (pai) Jones, Junior, Jefferson e Jonathan têm o mesmo sangue. Portanto amigos, resumindo a minha vida para não ficar muito exposta, três casamentos, quatro maravilhosos filhos: KELLY, JONES JUNIOR, JEFFERSON, JONATHAN e uma neta YASMIM.

Obs: No meu livro contarei maiores detalhes da minha vida, falando dos meus empregos, do meu tempo fora da minha cidade e outras gregas a fora dentro e fora do meu país, tenho convicção que vocês irão gostar do meu livro, espero contar com a ajuda de todos e o arrecadado pelas vendas deste livro será destinado a uma instituição filantrópica. Aguardem.

Curta meu Blog e a Rádio, www.webradioatacas.net

Fortaleza-CE, 29 de Novembro de 2011