CRIAÇÃO DE RÁDIOS WEB,S

DJAIR NOGUEIRA 85-985009910

sexta-feira, 20 de julho de 2012

´Terror´ luta no Rio

Cearense Rony Jason é um dos brasileiros confirmados no UFC Rio III, evento que vai acontecer em outubro anúncio foi feito ontem(17), no "UFC Day", que aconteceu na comunidade da Rocinha, no Rio de Janeiro, e é coordenado pelo Instituto Reação, do ex-judoca Flavio Canto. O evento contou com a presença dos dois campeões do TUF Brasil, Rony Jason e César Mutante.

Lutador tem a intenção de entrar no octógono com sua tradicional máscara. Rony fora proibido de usar a indumentária na final do TUF Brasil. Agora, ele quer estampar o distintivo do Fortaleza nela FOTO: KIKO SILVA
"Foi muito gratificante receber essa notícia. Vou poder lutar no Rio, que é onde moro atualmente, e com toda a torcida a meu favor", afirmou Jason, por telefone, à reportagem.

Apesar de o dia 13 de outubro cair num sábado, o lutador também se mostrou satisfeito com a data do combate, já que o personagem "Jason" pertence à série de filmes de terror intitulada "Sexta-feira 13". "O dia 13 já é especial e tem tudo a ver comigo. Vou treinar bem para fazer uma boa apresentação", afirmou o quixadaense.
Rony ainda não tem adversário definido, mas o lutador garante que não vai esperar para saber. "Amanhã (hoje), eu já começo a treinar", afirma.

Até agora, a única luta confirmada no UFC Rio é a do brasileiro Glover Teixeira contra o norte-americano "Rampage" Jackson, ex-campeão dos meio-pesados do evento e que pode fazer a sua última luta na organização.

Máscara

Jason, que fará seu primeiro combate como contratado do UFC, disse estar negociando para que sua tradicional máscara passe por algumas mudanças no dia do evento. "Pretendo entrar com a máscara estampando o símbolo do Fortaleza", revelou Rony Jason, campeão dos penas do primeiro The Ultimate Fighter (TUF) Brasil e recém-contratado pelo Tricolor como garoto propaganda do programa de sócio torcedor do clube.

A máscara, que acompanha Rony em todas as competições que disputa, foi alvo de uma polêmica na final do TUF Brasil, em Belo Horizonte (MG), no mês passado, quando o atleta encarou o também cearense Godofredo Pepey. Na ocasião, Rony foi proibido de usar o objeto durante a sua entrada no octógono. "Dessa vez não vai ter problema com a máscara, já foi liberada. Aquilo foi um mal entendido", esclareceu o lutador. Matéria do DN veja o link
http://diariodonordeste.globo.com/materia.asp?codigo=1161434

Nenhum comentário: