CRIAÇÃO DE RÁDIOS WEB,S

DJAIR NOGUEIRA 85-985009910

sábado, 5 de julho de 2014

Policial reage e mata assaltante







FOTO: NATINHO RODRIGUES e Jones Cavalcante,

MATÉRIA dA REPÓRTER Márcia Feitosa do DN.  

O homem morto havia saído do presídio há três meses. Ele tinha quatro passagens pela Polícia, por roubo e furto


O agente federal estava em frente ao condomínio em que mora lavando seu automóvel, quando Anderson se aproximou e anunciou o assalto

Um assaltante foi morto, por volta de meio-dia de ontem, durante uma tentativa de roubo, na Rua Oswaldo Cruz, no bairro Dionísio Torres. Segundo a Polícia, Anderson Lima Assunção, 30, abordou um policial federal, de 50 anos (identidade preservada), que reagiu à ação e acabou matando o criminoso.

Conforme o capitão Roberto Lima, do Ronda do Quarteirão, o policial estava em frente ao condomínio em que mora lavando seu automóvel, quando Assunção se aproximou e anunciou o assalto. Airton também teria sacado sua arma e uma troca de tiros foi iniciada.

Um homem, que trabalha nas proximidades vigiando carros e não quis se identificar, disse que o policial se afastou enquanto o bandido insistiu na investida. "Quando ele viu que o rapaz estava armado e iria atirar, puxou a ama e atirou primeiro. O assaltante tentou correr, disparando contra o Airton, mas levou um tiro no peito e já caiu morto", declarou a testemunha.

Socorro

Quando o tiroteio cessou, Anderson estava caído no asfalto e o policial ferido na mandíbula e na altura do ombro. Um colega de Laje, que estava hospedado em seu apartamento, escutou o estampidos e conseguiu chegar a tempo de socorrê-lo.

"Foi tudo muito rápido. O colega dele chegou e pediu ajuda a uma pessoa para colocar ele dentro do carro. Ele saiu em disparada levando o amigo para o hospital". Segundo informações de vizinhos, o policial foi encaminhado ao Instituto Doutor José Frota (IJF) e depois transferido para um hospital particular.

O capitão Lima recebeu informações dos PMs que foram conferir o estado de saúde do policial, que ele não corre risco de morte. A arma que estava com Anderson, um revólver calibre 38, foi apreendida pela Polícia, que constatou que cinco das balas foram deflagradas, ou seja, haviam sido disparadas.

Relatos de testemunhas apontaram para a participação de uma outra pessoa que estava dando apoio a Assunção, em uma moto. "Ele chegou aqui a pé e acredito que o outro rapaz esperava na moto para ajudá-lo a fugir, mas na hora em que começou o tiroteio ele é que fugiu", declarou o guardador de carros.

Recorrente

Anderson Assunção era recorrente na prática de roubos. Ele já tinha três passagens pela Polícia pelo crime de roubo qualificado e uma pela prática de um furto. O PM que repassou esta informação, disse ainda, que ele era morador de Messejana.

A companheira de Anderson esteve no local do crime acompanhada de um amigo. Ela não quis revelar seu nome, mas afirmou que o companheiro tinha saído do presídio há três meses. "Quando ganhou a liberdade, me prometeu que iria levar uma vida diferente e eu dei uma segunda chance. Ele estava indo a igreja, procurando emprego e eu acreditei que queria mesmo mudar. Cedinho saí para trabalhar, ele foi me deixar na parada de ônibus e disse que ia voltar para casa e não iria sair".

Veja mais matérias neste link, 

http://diariodonordeste.verdesmares.com.br/cadernos/policia/policial-reage-e-mata-assaltante-1.1052271

Nenhum comentário: