CRIAÇÃO DE RÁDIOS WEB,S

DJAIR NOGUEIRA 85-985009910

quinta-feira, 9 de agosto de 2012

Seleção Brasileira perde para a Argentina e está eliminada no basquete

No clássico mais importante da história entre as duas equipes no basquete, A Seleção Brasileira masculina não conseguiu superar a Argentina e está fora dos Jogos Olímpicos de Londres. A equipe foi eliminada nas quartas de final ao perder por 82 a 77, nesta quarta-feira.

O retrospecto recente deixa a Argentina entalada na garganta dos brasileiros. Foram quatro derrotas nos últimos quatro confrontos decisivos, nas quartas e oitavas dos Mundiais de 2002 e 2010, respectivamente, e nos Pré-Olímpicos de 2007 e 2011, este último na decisão. Neste ano, foram dois encontros, com uma vitória para cada lado em dois torneios amistosos, além do duelo desta quarta.

O jogo

A partida começou com uma cesta de dois de Marcelinho Huertas, livre na entrada do garrafão. As duas seleções apertavam muito na marcação e os brasileiros tinham dificuldade na chegada aos pivôs. A alternativa de fuga para os argentinos foi passar a chutar de três. Em arremesso neste fundamento de Nocioni, o jogo ficou em 5 a 3 para os hermanos.

Com Varejão, a Seleção abriu cinco pontos de vantagem. Já no meio do quarto os argentinos chegaram a cinco faltas e tiveram de diminuir a intensidade na marcação. Também pendurado por infrações, Leandrinho foi sacado por Magnano, que colocou Marquinhos em seu lugar. Em bela jogada, Alex roubou bola e no contra-ataque cravou para fazer 18 a 13, mas em cesta de três novamente os adversários encostaram. O fundamento passou a ser a principal arma dos argentinos, que assumiram a liderança do placar com Delfino após lance semelhante, no 19 a 18.

Com o Brasil em dificuldade, Huertas novamente apareceu. Ele converteu dois arremessos de três seguidos e virou para 26 a 23. No fim, Larry Taylor perdeu a oportunidade de aumentar a vantagem, mas os argentinos erraram no lance seguinte e a equipe nacional fechou o período em 26 a 23. O armador do Barcelona foi o grande nome do primeiro quarto, com 13 pontos.

Em sua especialidade na partida, a Argentina empatou no segundo período com mais três pontos de Scola e virou com Ginóbili, apagado no jogo até então. O Brasil desperdiçou dois ataques seguidos e viu os rivais abrirem cinco pontos. Em bola chorada, Tiago Splitter diminuiu a diferença, mas a Seleção Brasileira voltou a errar nos ataques e foi punida com o bom aproveitamento nos chutes de três dos rivais.

A Argentina claramente controlava o tempo no ataque até ter espaço para o chute de três. Com isso, ela bagunçou a marcação brasileira, que passou a cometer faltas. Com dez segundo para o fim, Leandrinho errou dois lances livres, fudamento em que o Brasil teve aproveitamento de 42%, e o jogo foi para o intervalo com 46 a 40.

Na volta, Huertas continuou liderando a equipe, mas o Brasil deixou espaços demais na defesa e a Argentina dominou o terceiro quarto. Nocioni, livre na entrada do garrafão, fez 52 a 44. Na jogada seguinte Splitter perdeu a bola no ataque e os argentinos colocaram dez pontos de vantagem. Com o passar do tempo, a situação ia se complicando para os brasileiros. O time não conseguia definir as jogadas e sofria para deter os rivais na defesa.

O desespero do Brasil ficou evidente em contra-ataque em que Alex errou a bandeja e Giovannoni segurou a bola pedindo falta. Só que o ala andou ao reclamar e a infranção foi dada contra o Brasil. A partir daí, desconcentrado, o time repetiu os erros de outras derrotas e passou a insistir nos chutes de três, que não caíam. Com isso, os rivais abriram 15 de vantagem no placar. Leandrinho anotou cinco pontos seguidos, mas a situação continuou muito difícil para a equipe, que foi para a última etapa perdendo por 64 a 54.

Na parte final, os brasileiros forçaram a defesa argentina a cometer faltas. Com a tática, o time conseguiu aumentar sua posse bola, mas os erros, principalmente nos chutes de três, continuaram e impediram que o Brasil encostasse no placar.

Nenê converteu lance livre e deixou o jogo em 70 a 62 na metade do quarto. Os argentinos passaram a errar no ataque e Leandrinho diminuiu para seis a desvantagem na jogada seguinte.

O Brasil aumentou o ritmo deixou o jogo aberto no fim. Alex fez 68 a 70 e a Seleção Brasileira voltou a estar perto da virada, mas o time se desesperou e não conseguiu assumir a liderança, apesar das chances. Já os argentinos se recuperaram e com mais frieza, garantiram a classificação para a semifinal, ao vencerem por 82 a 77. Matéria de Esporte no link, confira mais detalhes, http://br.esportes.yahoo.com/noticias/seleção-brasileira-perde-argentina-está-eliminada-basquete-205203790--spt.html

Nenhum comentário: