CRIAÇÃO DE RÁDIOS WEB,S

DJAIR NOGUEIRA 85-985009910

terça-feira, 28 de setembro de 2010

Torre Eiffel é reaberta ao público após ameaça de bomba

A Torre Eiffel e o Campo de Marte foram reabertos ao público em Paris na noite desta terça-feira, após investigações não encontrarem nada suspeito no local.

A polícia tinha esvaziado o monumento após receber uma uma ligação de um telefone público, por volta das 18h40 (13h40 em Brasília), dizendo haver um pacote suspeito na torre. Foi o segundo alerta em menos de duas semanas.

As autoridades francesas já levaram um susto com outra ameaça de bomba no último dia 14 também contra a Torre Eiffel, um dos principais pontos turísticos franceses, e uma estação de trens nos arredores da capital. Nesta segunda-feira, a estação de trem Gare Saint-Lazare também foi esvaziada por cerca de meia hora após uma falsa ameaça de bomba.

A polícia nacional anunciou na semana passada que estava em alerta contra duas possíveis ameaças na França --uma tentativa de assassinato de uma figura importante ou um ataque suicida contra um local público --como uma estação do metrô ou uma loja de departamento.

O Ministério do Interior decidiu reforçar o plano de vigilância antiterrorista Vigipirate, o que representa um aumento do número de policiais nas ruas. O chefe da DCRI (Direção Central dos Serviços de Inteligência Interiores), Bernard Squarcini, afirmou na semana passada que o país está sob uma ameaça terrorista considerável.

Segundo o jornal francês "Le Monde", recentemente os grupos islamitas do sul do Sahel realizaram recrutamentos e a principal ameaça provém da AQMI (Al Qaeda no Maghreb islâmico). A adoção, em 14 de setembro, de uma lei que proíbe o uso do véu islâmico em locais públicos, a participação das tropas francesas no Afeganistão, o ataque em julho por um comando francês contra uma base da AQMI, podem ser algumas das razões que levariam os membros da Al Qaeda a atuar contra Paris.

Veja no linck http://www1.folha.uol.com.br/mundo/805965-torre-eiffel-e-reaberta-ao-publico-apos-ameaca-de-bomba.shtml

Nenhum comentário: